6

Olá a tod@s e um feliz 2022!

 

O artigo de janeiro — e o terceiro de uma série de artigos cujo objetivo é contribuir para que os erros de tradução mais comuns não se perpetuem, mas constituam, antes, oportunidades de aprendizagem — conclui o balanço do final do ano de 2021.

O objetivo destes artigos é complementar recursos permanentes como o Guia de Estilo da Gengo e os Erros mais comuns em EN-PT e permitir, também, que se crie um espaço onde possam colocar dúvidas e partilhar as vossas sugestões. Para quem ainda não teve oportunidade de ler os dois primeiros artigos, recomendo uma visita à retrospetiva de setembro e à retrospetiva de outubro e novembro.

 

No mês de dezembro de 2021 assinalámos, entre outros, 22 erros nas categorias: a) tradução/interpretação; e b) tradução literal, nomeadamente:

 

  1. Frases ou termos não fluentes/traduções literais – 13 ocorrências

Exemplo:

EN: Superior set of solutions

PT: Conjunto de soluções superior ✖

PT: Conjunto de soluções de qualidade superior ✔

 

  1. Erros de tradução/interpretação – 9 ocorrências

Exemplo:

EN: Upload your files

PT: Envia os teus ficheiros ✖

PT: Carregue os seus ficheiros ✔

 

Ao longo dos quatro meses em análise estas foram as categorias de erros mais frequentes e, conforme referido no primeiro artigo, «[…] relacionam-se simultaneamente com o domínio de ambas as línguas e com um bom domínio da cultura geral [e textual] […]». Assim, este não é um conhecimento que se possa adquirir rapidamente, mas um trabalho a desenvolver e aprimorar diariamente por todos os profissionais da comunicação.

Contudo, há dicas úteis que poderão ajudar a evitar estes erros. No caso da tradução de termos específicos como upload (exemplo acima) o recurso a dicionários gerais ou de especialidade, glossários e textos publicados por fontes fidedignas sobre o mesmo tema deverá ser suficiente para esclarecer o melhor termo a utilizar.

Quanto à falta de fluência e às traduções literais foi também referido que, à partida, todos os falantes nativos «[…] possuem uma espécie de bússola interna, ou uma intuição linguística, que lhes permite perceber que há algo de errado numa determinada frase, quer em termos sintáticos, quer em termos lógicos […]», pelo que, sempre que algo soar ou parecer estranho, muito provavelmente precisa de ser escrito de outra forma.

Outros erros relevantes identificados no mês de dezembro e que ainda não abordámos no fórum, inseriram-se nas categorias de: c) omissão de palavras, frases ou parágrafos inteiros na tradução; d) não cumprimento das instruções do cliente; e e) uso de linguagem ou formas de tratamento informais, nomeadamente:

 

  1. Omissão de palavras, partes da frase ou parágrafos inteiros na tradução – 4 ocorrências

Exemplo:

EN: Manual download - least recommended   

PT: Transferência manual - recomendado ✖

PT: Transferência manual – opção menos recomendada ✔

 

Este erro é muito fácil de evitar utilizando uma técnica de tradução que consiste em traduzir sobre o texto original — ou seja, copiar o texto original, colá-lo no campo da tradução e trabalhar frase por frase. Isto ajuda a garantir que nenhuma parte fica esquecida, poupa ao tradutor o esforço de memorizar ou consultar várias vezes a frase original noutra janela ou noutro ecrã, e ajuda também a evitar «copiar mal» nomes que não devem ser traduzidos como, por exemplo, marcas, nomes de pessoas ou algumas localidades.

 

  1. Não cumprimento das instruções do cliente – 4 ocorrências

O tipo de erro mais comum nesta categoria é a tradução de termos que o cliente especifica que não devem ser traduzidos, ou a utilização de termos diferentes dos facultados no glossário do cliente.

No mundo da tradução, não é raro a leitura das instruções e a preparação de um trabalho demorarem mais tempo do que a própria tradução. As várias fases da tradução incluem, a receção do trabalho, a leitura das instruções, a pesquisa de materiais de apoio adequados, a tradução em si, a verificação final do trabalho, a entrega do trabalho e, se necessário, acompanhamento posterior. A primeira fase do trabalho é sempre verificar se existem instruções específicas, pedidos especiais, glossários, etc. Caso existam, deve manter-se esse recurso sempre aberto, noutra janela ou, se for mais fácil, anotar num bloco as instruções principais e mantê-las na mesa de trabalho.

 

  1. Friendly Informal – 4 ocorrências

Exemplo:

EN: Get ready for the most amazing event of the year!

PT: Prepara-te para o evento mais espetaculástico do ano! ✖

PT: Prepare-se para o evento mais incrível do ano! ✔

 

Ainda a respeito das instruções, quando o cliente prefere o uso de friendly language, esta não deve ser confundida com linguagem informal (informal language). Friedly language é uma linguagem simples, acessível e descontraída, mas não necessariamente informal. Continua a ser necessário o uso da norma culta, o respeito rigoroso das regras gramaticais e uma forma de tratamento formal (você, em vez de tu), pois encontramo-nos do domínio da escrita e num contexto profissional (por oposição ao domínio da oralidade num contexto familiar).

 

Uma vez mais, espero que estas dicas sejam úteis para o vosso trabalho futuro.

Até breve e não hesitem em deixar as vossas dúvidas, comentários ou sugestões! 😊

 

Sara Nogueira

0 comments

Please sign in to leave a comment.