0

Bom dia, equipa da Gengo!

Eu sou nova na Gengo e no mundo da Tradução (para além de traduções ocasionais que já fiz anteriormente). Será que alguém com experiência poderia esclarecer-me acerca do que terei de fazer agora relativamente àquela informação que terei de fornecer do "taxpayer"? E para que servirá o formulário W-8BEN? Estou mesmo à deriva...

Agradeceria imenso se alguém me pudesse tirar estas dúvidas! 

9 comments

  • 0
    Avatar
    tiago.silva

    Olá Mariana!

    Também sou novo aqui na Gengo, tive a aprovação no teste precisamente hoje. Relativamente à tua dúvida, deixo aqui o link que acho que te poderá ajudar: https://support.gengo.com/entries/23707783-Submitting-and-updating-tax-forms

    Basicamente tens de preencher os campos do formulário que estão indicados no link que te dei e fazer uma assinatura digital. Pelo que percebi, o objectivo é simplesmente o da Gengo informar as autoridades americanas acerca dos pagamentos que te vier a fazer e pagar.

     

    Espero ter ajudado ;)

  • 0
    Avatar
    mi.sos

    Olá, Mariana e Tiago. Eu também sou nova aqui e ainda não submeti essas informações, porque tenho uma dúvida. É suposto declaramos o que viermos a receber pelo nosso trabalho aqui? Como é que isso funciona?

    Tenho algum receio de cometer ilegalidades :)

  • 0
    Avatar
    tiago.silva

    Olá, sê bem-vinda!

     

    Eu penso que devemos declarar o que viermos a receber, não sei se passando recibo verde ou por outro método. O melhor mesmo é pedir informações nas finanças, coisa que ainda não tive tempo de fazer. Seria porreiro se algum tradutor com mais experiência aqui na Gengo nos pudesse dizer como faz para declarar o que ganha :)

  • 0
    Avatar
    Mário Freire

    Olá a todos,

    Também sou novo na Gengo e tenho exactamente as mesmas dúvidas que expuseram. Também creio que o objectivo seja apenas o da Gengo declarar os pagamentos que faz às autoridades Americanas, mas também não quero entrar em ilegalidades...

    Obrigado :) 

  • 0
    Avatar
    Mário Freire

    Olá a todos novamente,

    Expus esta dúvida a uma amiga, que trabalha em Recursos Humanos e está habituada a lidar com este tipo de questões, e há partida não é necessário fazer descontos cá. No documento explicativo do formulário W-8BEN, é referido que os trabalhadores que se encontrem na situação de "non-resident alien" (que é o caso de todos os que participaram neste tópico, creio eu) sofrem uma retenção na fonte na ordem dos 30%, e é ainda referida a existência de protocolos entre os USA e vários países (Incluindo Portugal). Quer isto dizer que, há partida, deverá existir uma repartição destes 30% entre os dois países. 

    Espero ter ajudado a esclarecer alguma dúvida. De qualquer dos modos agradecia que alguém mais experiente pudesse confirmar o que acabei de expor.

    Obrigado.

  • 0
    Avatar
    mi.sos

    Olá a todos!

    Mário, obrigada pela ajuda. Parece-me que faz sentido que seja assim.

     

    Bom trabalho a todos.

  • 0
    Avatar
    Sara Nogueira

    Olá a todos.

    Os rendimentos auferidos no estrangeiro devem ser declarados, tal como os rendimentos auferidos em Portugal.

    A página Web a seguir esclarece uma parte da questão: http://www.e-konomista.pt/artigo/tributacao-de-rendimentos-obtidos-no-estrangeiro/

    "Residente em Portugal: quem é considerado para efeitos de IRS residente em Portugal, verá o imposto pago no estrangeiro deduzido à coleta, ou seja, será descontado na liquidação do imposto no nosso país."

    "Se é residente fiscal em Portugal, mas recebeu rendimentos obtidos no estrangeiro, deverá declarar os mesmos no anexo J da declaração de IRS, concretamente preenchendo os quadros 4 e 6 do referido anexo. Também deve identificar o imposto pago no estrangeiro e o código do país onde esteve a trabalhar."

    No entanto, é recomendável que consultem um(a) contabilista ou o sector das Finanças porque o procedimento não é igual para todos os tipos de regimes (ex. Regime de isenção de IVA e respectivas variações  Vs. Regime normal) 

    Julgo que quem está isent@ de IVA apenas pode exportar para o Espaço Económico Europeu, pelo que volto a recomendar uma consulta a um(a) especialista.

    Espero ter ajudado :-)

  • 0
    Avatar
    mi.sos

    Olá Sara,

    Obrigada pelo esclarecimento, foi bastante útil :)

  • 0
    Avatar
    anasilva

    Bom dia,

    Sei que este tópico já é antigo, mas precisava de pedir ajuda a quem já tenha preenchido o IRS relativamente aos valores ganhos no Gengo. Eu já sou tradutora do Gengo há uns 3 anos, mas só no ano de 2018 é que comecei a ter alguns rendimentos consideráveis, e não sei como hei-de proceder relativamente à declaração legal destes valores. Encontrei um site que indicava alguns passos do preenchimento (https://www.nvalores.pt/como-preencher-o-anexo-j-do-irs/), mas há lá campos que eu não sei o que preencher...

    1. Código do rendimento – OK, é só escolher o código mais adequado (apesar de não saber quais são as hipóteses)
    2. País da Fonte – OK, sei que são os EUA
    3. Rendimento Bruto – OK, é fácil de validar isto
    4. Contribuição Regime Proteção Social – quais contribuições? Não fizemos nenhumas, pois não?
    5. Imposto pago no estrangeiro – não faço ideia se pagamos sequer alguma coisa
    6. NIF da entidade retentora - segundo este site, é a entidade com NIF português que tenha procedido à retenção na fonte de imposto português. Mas isto não aconteceu, pois não?
    7. Retenção na fonte – pois, não faço ideia se houve retenção...
    8. Retenção Sobretaxa – aqui deve ser para preencher a zero, porque não se deve aplicar sobretaxa

    Agradeço desde já a ajuda que possam prestar!

Please sign in to leave a comment.